Façamos o homem à nossa imagem

 

 

“Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” (Gn 1.26a)

 

Depois de ter criados todas as coisas, por fim, mas não menos importante, Deus criou o homem! “Façamos o homem” foi o que Deus disse. Claramente a trindade está presente em todo o ato criador de Deus e aqui de forma explícita o próprio Deus Pai convoca o Filho e o Espírito para juntos coroarem a obra criadora. 

 

De todas as coisas criadas por Deus somente o homem (homem e mulher, v.27b) foi feito à imagem, conforme a semelhança do Senhor. “O homem é ser vivente capaz de incorporar os atributos de comunicação de Deus (cf. 9.6). Na sua vida racional, o homem era semelhante a Deus no sentido de que era capaz de raciocinar e tinha intelecto, vontade e sentimento. No sentido moral, ele era semelhante a Deus porque era bom e sem pecado”. Não era incomum no Oriente Médio Antigo os imperadores construírem nas entradas das cidades uma estátua da sua própria imagem para comunicar quem mandava naquele território. Deus põe a sua imagem no jardim, o homem e a mulher, como seus representantes autorizados. 

 

É digno de nota que depois da criação Deus:

  1. Deu ao homem domínio sobre todos os animais criados (selvagens e domésticos). O homem foi criado de forma distinta dos animais e recebeu de Deus a autoridade sobre os mesmo. Um cachorro não é igual a um filho! Um gatinho de estimação não está em pé de igualdade com o homem! Num tempo em que os valores estão completamente distorcidos vale a pena lembrar que o homem pobre que está nas calçadas das ruas é uma “alma vivente” criado à imagem de Deus e que deveria receber mais da nossa atenção e investimento do que os nossos animais de estimação que são tão amados por nós. 

  2. Os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a. O homem é a única criação que depois que Deus fez, abençoou! Deus também falou com eles. Uma das marcas da criação era a pureza da mesma e a intimidade que o primeiro casal tinha com Deus. O desejo de Deus era que o casal pudesse se multiplicar por meio dos filhos. Por isso Deus criou homem e mulher e não dois homens ou duas mulheres. Naturalmente a reprodução seria por meio do sexo, logo, o sexo não foi o pecado que mais na frente Adão e Eva cometeriam.

 

 

Pr. Eduardo M. Bittencourt

    1.  

 

Pr.Eduardo M.Bittencourt

Please reload

Séries:
1/2
Mensagem Recente
Please reload

  • Instagram
  • YouTube
  • Facebook

(61) 3273-5987 | 98402-4063

Igreja Cristã Evangélica de Brasília

EQN 309/310 Módulo A, Asa Norte, Brasília - DF

Copyright 2019, Igreja Cristã Evangélica de Brasília. All Rights Reserved.