top of page
boletim.jpg

Boletim Informativo

Nº 1350 - Ano XXIV

21 de abril de 2024

EBD
Culto 
  • Prelúdio

  • Oração Introdutória - Confissão de Pecados

  • Leitura Devocional: Romanos 8:1-11

  • Louvor Congregacional

  • Apresentação de criança

  • Aniversariantes/ Avisos

  • Separação das crianças (4-11 anos)

  • Preletor: Pr. Tiago Abdalla

  • Tema: A suficiência de Cristo em nossas limitações (Mc 6.35-44)

  • Oração final

  • Agradecimento aos visitantes

  • Bênção Apostólica

​Escala do culto

Dirigente: Pr. Eduardo

Louvor:  Tiago
Plantão: Dc. Alexandre

 Escola Bíblica Dominical

  • Informando que não haverá EBD por conta da assembleia

Escola Bíblica Dominical
  • Aula das 17h às 18h
Culto 
  • Prelúdio

  • Oração Introdutória - Confissão de Pecados

  • Leitura Devocional: Salmos 9:1-20

  • Louvor Congregacional

  • Ofertório hino: 64 - Deus Dos Antigos

  • Aniversariantes/ Avisos

  • Separação das crianças (2-11 anos)

  • Preletor: Pr. Tiago Abdalla

  • Tema: A suficiência da Palavra de Deus para vencer a tentação (Mt 4.1-11)

  • Oração final

  • Agradecimento aos visitantes

  • Bênção Apostólica

​Escala do culto

Dirigente: Pb. Eduardo

Louvor: Tiago

Plantão: Dc. Ricardo

NOSSOS AVISOS
DEVOCIONAL
 
 Faça a Sua Agenda
"remindo o tempo, porque os dias são maus" (Ef 5.16)

           

             Quem é que não tem crise com a sua agenda? Talvez essa seja uma luta comum a todas as pessoas. Como administrar bem o tempo que temos de forma a glorificar a Deus fazendo aquilo que Ele requer de nós como cônjuges, pais, filhos, amigos, cristãos, profissionais etc. A sensação que tenho é que estamos sempre tentando equilibrar todas as demandas numa pequena bandeja chamada “tempo” num esforço colossal para não deixar nada cair. 
             Paulo diz que devemos remir o tempo. A palavra traduzida por remir significa “usar eficientemente algo”, mas também pode significar “resgatar do poder de outro pelo pagamento de um preço, pagar um valor para libertar alguém do cativeiro”. Penso que devemos considerar a expressão como: “usemos sabiamente o nosso tempo, tendo em consideração que Cristo nos libertou, pelo seu sangue, da escravidão do pecado, para vivermos todos os nossos dias para a Sua glória” (que paráfrase longa ein? kkk). Se os dias são maus, não nos deixemos levar pelo curso deste mundo e seus valores, mas usemos o tempo para fazermos o que Deus requer de nós. 
Gostaria de sugerir três ações para que todos nós possamos remir melhor o nosso tempo:
             1. Busquemos a Deus em primeiro lugar. Buscar a Deus nos ajudará a colocarmos o nosso coração no seu devido lugar e buscarmos sempre a Sua orientação. Jesus teve um ministério intenso, mas nunca deixou de buscar o Pai, mesmo que para isso tivesse que se levantar alta madrugada (Mc 1.35). Além das bênçãos que alcançamos por buscarmos a Deus, buscar a Deus é a maior bênção que não deve ser trocada.  A orientação almejada ainda é menor do que a comunhão desfrutada, pense nisso!
             2. Consideremos o momento atual da nossa vida - há tempo pra todo o propósito debaixo do céu. Todos temos muitas demandas, mas existem prioridades para cada fase da vida de uma pessoa. Um homem recém-casado, com filhos pequenos, estudando para alcançar uma promoção no trabalho é diferente de um que já está consolidado profissionalmente, com filhos adultos e um casamento maduro. Toda essa realidade nos dá um rumo sobre as escolhas a serem tomadas. Será que está na hora de me envolver ainda mais com tal ministério? Será que devo fazer um mestrado ou doutorado? Avalie seu momento, peça sabedoria a Deus e haja de acordo com os valores celestiais e não de acordo com as pressões carnais, materiais e sociais. 
             3. Procuremos agradar a Deus e não aos homens - quem deve fazer a sua agenda é você e não os outros. Jesus em Marcos 1.35-39 frustrou as expectativas dos homens quando não voltou para a casa da sogra de Pedro, mesmo que houvesse pessoas ali com necessidades reais. Jesus sabia o que o Pai queria dele e por isso disse: “Vamos a outros lugares, às povoações vizinhas, a fim de que eu pregue também ali, pois para isso é que eu vim”(Mc 1.38). Você sabe o que Deus requer de você? Quais os seus dons? Você pega tudo o que lhe oferecem ou você sabe discernir o que vem de Deus e não deve ser rejeitado ou o que vem do homem e deve ser colocado de lado? Buque agradar a Deus. 


Irmãos, Deus nos ajude a utilizarmos o nosso tempo de forma sábia e para a Sua glória. 

Em Cristo, 

 

Pr. Eduardo M. Bittencourt

bottom of page